Sub-categorias

Notícia

Equipa destruída a caminho do sonho

Chapecoense procurava primeiro título continental. Ficou reduzida a apenas 16 jogadores.
Por João Pedro Óca e Mário Morgado Ribeiro|30.11.16
Equipa destruída a caminho do sonho
"Partimos para a viagem mais importante da nossa história", disseram responsáveis do clube antes de rumar à Colômbia Foto Direitos Reservados
A comitiva da Chapecoense partiu em direção a Medellín, na Colômbia, para fazer história. O sonho de conquistar o primeiro título continental, a Taça Sul-Americana, estava à distância de dois jogos. Esta quarta-feira disputava a primeira mão diante do Atlético Nacional.

A segunda estava marcada para 7 de dezembro, no Brasil. De um momento para o outro, o sonho tornou-se no maior pesadelo da história do futebol brasileiro e numa das maiores tragédias do desporto mundial. Antes do voo, os jogadores partilhavam a ambição de enfrentar o jogo das suas vidas. Agora, resta um clube completamente desfeito.

A bordo seguiam 22 jogadores da Chapecoense, 25 responsáveis técnicos e outros elementos do clube, 21 jornalistas e nove membros da tripulação. Morreram, pelo menos, 71 pessoas. Sobreviveram seis.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub