Sub-categorias

Notícia

Esmaga crânio da filha de 7 meses

Mulher espancou a criança após a assistente social ter abandonado a casa.
14.02.18

Jennifer Crichton, de 35 anos, agrediu a filha que apelidava de "voucher de alimentação". Amelia, de 7 meses, deu entrada no hospital com uma hemorragia no cérebro e fraturas no crânio. O crime ocorreu em Lancashire, Inglaterra, na casa da família após a auxiliar de ação social acabar o seu turno.

A mulher, mãe de mais quatro crianças, negou ser responsável pelos crimes e afirmou que a filha tinha caído. No entanto, os paramédicos que assistiram a menina antes da sua morte, concluíram que os ferimentos resultavam de "golpes ou arremessos" contra uma superfície dura, bem como forte agitação corporal.

Mais tarde, Jennifer acusou Richard Shepherd, pai da bebé, deste crime. Testemunhas afirmaram ter ouvido gritos vindos da casa da progenitora, horas antes do crime.

Apesar dos esforços dos paramédicos, a menina morreu.

Segundo a acusação, a mulher era seguida por assistentes sociais devido ao comportamento ‘pouco maternal’. A profissional que acompanhava o caso contou em tribunal que Jennifer recusava alimentar a criança para ir fumar. Numa entrevista ao The Sun, a família acusa Jennifer de ver a criança apenas como uma pensão de alimentos do Governo.

Amelia nasceu prematura e passou os primeiros seis meses de vida nos cuidados intensivos. A avó disse em tribunal que espera uma sentença exemplar para a mãe criminosa, pois a criança lutou arduamente pela sua vida para agora a mãe acabar com ela de forma tão cruel".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub