Ex-advogado de Trump diz ter pago a atriz pornográfica "a mando do candidato"

Cohen explicou que o "objetivo principal era influenciar as eleições" presidenciais de 2016.
Por SÁBADO|22.08.18

O ex-advogado de Donald Trump entregou-se ao FBI esta terça-feira após aceitar um acordo judicial com os procuradores federais do estado de Nova Iorque, segundo a CNN. O teor do acordo ainda não foi revelado, mas Cohen deve declarar-se culpado de todas as acusações que recaem sobre si - fraude bancária, fuga aos impostos e violação das leis federais de campanha.

Segundo o The New York Times, Cohen admitiu ter pago a uma atriz pornográfica - Stormy Daniels - "a mando do candidato", referindo-se a Donald Trump, com o objetivo de comprar o silêncio sobre uma relação entre ambos. De acordo com a mesma fonte, Cohen explicou que o "objetivo principal era influenciar as eleições" presidenciais de 2016, que foram ganhas pelo milionário republicano. 

Nos últimos meses, Cohen tem sido alvo de investigações pelas autoridades norte-americanas e as suas atividades – um negócio de licenças de táxi, os empréstimos contraídos e acordos de silêncio firmadas com diversas mulheres que alegadamente tiveram relações sexuais com o atual presidente dos Estados Unidos da América – têm estado sob escrutínio judicial.

Em Fevereiro deste ano, o ex-advogado de Trump admitiu ter transferido 130 mil dólares (cerca de 105 mil euros) para a conta da atriz pornográfica Stormy Daniels para a impedir de revelar que teve uma relação com o presidente norte-americano.

Cohen divulgou também as gravações que fez a conversas Trump  sobre a compra de direitos de uma história sobre um caso extra-matrimonial que Trump teve com uma modelo da Playboy, o que, juntamente com as buscas do FBI à casa, escritórios e quarto de hotel do advogado, fragilizou a relação entre os dois.

O ex-advogado de Trump, outrora tão próximo do líder norte-americano, poderá revelar-se uma peça fundamental na investigação de Robert Mueller, que está a investigar uma possível intervenção russa nas eleições presidenciais de 2016, que tornaram Trump presidente dos EUA.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!