Sub-categorias

Notícia

Homem "másculo e viril" muda de sexo mas continua a dormir com a mulher

Companheira diz que sempre foi um homem muito masculino, sem quaisquer traços de feminilidade.
Por Diogo Vicente e Pedro Zagacho Gonçalves|21.04.17

Um pai de duas crianças, descrito como "um homem másculo e viril", decidiu fazer uma operação de mudança de sexo.

Há quatro meses, James Cohen, de 35 anos, sentou-se ao lado da sua mulher, Eirian, para ver televisão e confessou-lhe que queria tornar-se numa mulher. O engenheiro natural de Leeds, em Inglaterra, agora conhecido como Kara, disse que sempre se sentiu feminino desde que era criança e, hoje em dia, gosta de vestir saias e usar leggings.

Casada há oito anos com Kara, Eirian diz que a sua companheira sempre foi um homem muito masculino, sem quaisquer traços de feminilidade. "Antes da transição ele era um homem a sério, fazia trabalhos manuais e adorava ver futebol", afirmou Eirian.

Apesar da transição, Eirian continuou a viver com Kara e com os filhos que ambos tiveram, e afirma agora ver no "marido" a sua melhor amiga. A mulher vai mais longe e diz que apesar da revelação bombástica de James, não vê razões para separar a família.

O casal casou-se na Jamaica, em 2009, e logo tiveram duas filhas, Seren, com sete anos, e Electra, de seis.

A mãe das crianças explica que apesar de ter tido uma relação divertida e repleta de amor com o seu marido, que nesse período ainda era James, sempre soube que havia algo que ele não estava a admitir. "Ela [Kara] estava sempre a dizer que não sabia quem era e depois mudava rapidamente o assunto. Quando casámos, ela pareceu um bocado obcecada com o meu vestido de noiva, inclusive queria experimentá-lo, dando a entender que era uma brincadeira", declara Eirian.

O casal ficou incrédulo quando descobriu que não só havia uma lista de espera de quatro anos pelas hormonas, como a taxa de suicídio era extremamente alta em transgéneros que estivessem a aguardar nessa mesma lista.

Em vez de esperarem, optaram por pagar por hormonas prescritas por um médico especializado em mudanças de sexo. Kara está sob o efeito das hormonas há seis semanas.

Depois de ter acompanhado o processo de mudança do "marido", Eirian escreveu um livro intitulado "Stop giving a F**k", cujo lançamento está previsto para o final de 2017. A mãe de Seren e Electra espera que a obra incentive os leitores a desvalorizar as críticas que outras pessoas fazem de nós mesmos.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub