Sub-categorias

Notícia

JBS manteve 133 milhões de euros em contas para subornar Lula e Dilma

Dinheiro era gerido pelo ex-ministro das Finanças Guido Mantega.
19.05.17
O empresário brasileiro Joesley Batista manteve duas contas no exterior, no valor de 150 milhões de dólares (133 milhões de euros) para pagamento de subornos aos ex-Presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

A declaração faz parte de um depoimento aos procuradores brasileiros que fazem parte da Operação Lava Jato, num acordo de colaboração do empresário com a Justiça, e que foi divulgado hoje.

O dono da JBS revelou que o dinheiro era gerido pelo ex-ministro das Finanças Guido Mantega, que teria pedido para o empresário abrir as contas, uma para Lula da Silva e outra para Dilma Rousseff.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De bruno0019.05.17
    tenho pena é do povo brasileiro... completamente de mãos e pés atados.
1 Comentário
  • De bruno0019.05.17
    tenho pena é do povo brasileiro... completamente de mãos e pés atados.
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub