Sub-categorias

Notícia

Empresas podem proibir uso de véu islâmico no trabalho

Justiça europeia afirma que proibição não constitui uma discriminação direta para com a empregada.
14.03.17
  • partilhe
  • 0
  • +
A justiça europeia decidiu, esta terça-feira, que as empresas podem proibir o uso do véu islâmico durante o horário de trabalho. Uma decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia defende que proibir uma empregada de usar o véu "não constitui uma discriminação direta por motivos de religião ou crença".

É a primeira vez que a justiça se manifesta sobre uma regra relativa ao uso do véu por parte das mulheres na Europa, onde cerca de 6 % da população é muçulmana. O tribunal decidiu conjuntamente sobre os casos de duas mulheres em França e na Bélgica, que foram despedidas por terem a intenção de usar o véu no durante o período de trabalho.

Os juízes pronunciaram-se sobre a razoabilidade das regras que as empresas aplicam aos seus funcionários. "Uma regra interna que proíba o uso visível de quaisquer símbolos políticos, filosóficos ou religiosos não constitui discriminação direta", informou o tribunal em comunicado.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub