Sub-categorias

Notícia

Manifestantes pedem em Lisboa ação contra perseguição a 'gays' na Chechénia

400 pessoas, entre as quais três deputados exigem fim de prisão e tortura.
Por Lusa|18.04.17
Manifestantes pedem em Lisboa ação contra perseguição a 'gays' na Chechénia
Putin é acusado de ser complacente perante os abusos cometidos contra os gays Foto Direitos Reservados
Centenas de pessoas concentraram-se esta terça-feira junto à embaixada da Rússia, em Lisboa, para contestar a "perseguição a homossexuais" na Chechénia e exigir às autoridades portuguesas uma "pressão internacional e diplomática" para exigir o respeito pelos direitos humanos.

Segundo os organizadores do protesto, convocado pelo movimento "Um 'Activismo' Por Dia", participaram cerca de 400 pessoas, entre as quais as deputadas do PS Isabel Moreira e do Bloco de Esquerda Isabel Pires e Sandra Cunha, além do candidato bloquista à Câmara de Lisboa, Ricardo Robles.

Os manifestantes empunhavam bandeiras com as cores do arco-íris, símbolo da comunidade LGBT (Lésbicas, 'Gays', Bissexuais e Transgénero), e cartazes onde se lia "Stop Homofobia", "Não à Violência" ou "Homofobia é Arma Letal", enquanto entoavam cânticos como "A nossa luta é todo o dia contra o machismo e a homofobia" ou "Tortura não, nem campos de concentração".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

Mundo

Urnas abrem para as legislativas timorenses

Urnas abrem para as legislativas timorenses

O voto, de onde sairão os 65 membros do Parlamento Nacional, que terá depois o poder para formar o VII Governo constitucional, é o segundo ato eleitoral, depois das presidenciais de 20 de março passado.

pub