Sub-categorias

Notícia

Militar mata ex-namorada por estar noiva

Jovem tinha feito queixa de agressões seis semanas antes do crime.
14.02.18

Um antigo soldado matou a ex-namorada quando descobriu que esta tinha ficado noiva de outro homem. O homicídio aconteceu seis semanas depois de a jovem ter apresentado queixa à polícia devido às agressões que sofria por parte do mesmo. O caso aconteceu na Rússia.

Segundo o relatório das autoridades, o agressor, Viktor Mokha, pediu para se encontrar com a vítima, pois precisava de resolver um assunto. Mais tarde, este dirigiu-se ao hostel onde Ilona Seylyute morava e proferiu-lhe diversos golpes em todo o corpo.

Os serviços de emergência foram chamados de imediato pela irmã da vítima que ouviu os gritos, mas quando os médicos chegaram ao local Ilona já não se encontrava com vida.

"Ele era muito ciumento e sempre disse que a matava para que nenhum homem pudesse ficar com ela", revelou uma amiga da jovem à imprensa local. Esta ainda sublinhou que o homicida não deixava a ex-namorada viver uma vida normal. "Ela foi à polícia, mas não fizeram nada em relação às queixas", rematou.

Os dois jovens, de 25 anos, conheceram-se num orfanato onde cresceram juntos e namoraram durante a adolescência. Em conjunto tiveram uma filha, que se encontra a cargo dos serviços sociais até a situação ficar resolvida.

Viktor Mokha vai ser presente a tribunal e pode enfrentar uma pena por homicídio até 15 anos de prisão. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub