Sub-categorias

Notícia

Ministro acusa Temer de proteger corrupto

Presidente quis evitar saída de Geddel Vieira Lima, acusado de usar cargo em benefício próprio.
Ministro acusa Temer de proteger corrupto
Temer (à esq. na foto) já perdeu seis ministros desde que entrou em funções, em maio, após a destituição de Dilma Foto Adriano Machado/Reuters
O presidente brasileiro, Michel Temer, que desde maio, quando assumiu a presidência, já tinha perdido cinco ministros, perdeu ontem o sexto. Geddel Vieira Lima, ministro da Secretaria de Governo do Brasil, demitiu-se após denúncias de que usou o cargo em benefício pessoal.

Geddel foi acusado na semana passada pelo então ministro da Cultura, Marcelo Calero, de pressionar para permitir a construção, numa área histórica de Salvador, de um prédio de luxo de 31 pisos. O Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional embargou a obra, autorizando a construção de 13 andares, o que deixaria Geddel sem o apartamento que comprara no imóvel ainda na planta, que seria no 23º piso.

Calero demitiu-se há uma semana, denunciou o colega e abriu uma crise no governo, mas Temer, amigo de Geddel, manteve-o no cargo. Mas outras denúncias, sobretudo a de que o ministro é sócio do escritório de advogados que defende a construtora, complicaram a situação.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub