Sub-categorias

Notícia

Novas gravações comprometem Temer

Procurador-geral diz que Temer cometeu três crimes, entre eles obstrução da Justiça.
Gravações tornadas públicas ontem pelo Supremo Tribunal agravaram a delicada situação do presidente brasileiro, Michel Temer, que na quinta-feira quase renunciou. Os novos áudios confirmaram denúncias de conivência de Temer com crimes praticados pelo empresário Joesley Batista, que fez as gravações.

Na conversa, gravada no palácio presidencial em março, Temer avaliza Joesley a subornar o ex-deputado Eduardo Cunha, preso por corrupção, para não divulgar informações que incriminariam o presidente. Para a Procuradoria-Geral da República isso é obstrução à Justiça, crime punível com a perda do mandato.

Nos trechos divulgados ontem, Joesley diz que suborna juízes e promotores e queixa-se a Temer de alguns ministros. Temer aprova e autoriza o empresário a usar o seu nome para pressionar ministros.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub