Sub-categorias

Notícia

Maradona lamenta a morte do "segundo pai"

Fidel Castro morreu aos 90 anos.
Por Lusa|26.11.16
  • partilhe
  • 0
  • +
Maradona lamenta a morte do "segundo pai"

O antigo futebolista argentino Diego Maradona lamentou este sábado a morte do ex-Presidente de Cuba, Fidel Castro, que classificou como "o maior" e que era como "um segundo pai".

"Ligaram-me de Buenos Aires a dar a notícia da morte daquele que era o maior e fiquei em choque. Fidel Castro morreu e eu estou muitíssimo triste, porque ele era como um segundo pai para mim", afirmou Maradona, em Zagreb, onde tem assistido à final da Taça Davis de ténis, entre Argentina e Croácia.

Em 2000, Maradona surgiu publicamente ao lado de Fidel Castro, quando passou uma temporada em Cuba, onde se submeteu a um dos vários tratamentos de desintoxicação de droga.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub