Organizações convocam mobilização contra G20 durante a cimeira de Buenos Aires

Argentina assumiu em 2018 a presidência do G20 e, por isso, as reuniões de especialistas e ministros têm-se realizado este ano em diferentes cidades argentinas.
11.09.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Organizações sociais convocaram esta terça-feira uma marcha contra o G20, composto pelos países desenvolvidos e em desenvolvimento mais influentes, e contra o Fundo Monetário Internacional (FMI), para dia 30 de novembro, quando decorre a cimeira de presidentes, em Buenos Aires.

"Mais empobrecimento, maior fome, mais desemprego, menos perspetivas de vida para toda a população... Estas são as políticas que o G20 vem à Argentina reforçar. Por isso, nos mobilizamos contra o G20 e contra o FMI, por um futuro para o povo da Argentina e para os povos de todo o mundo", explicou à agência Efe Beverly Keene, da rede Diálogo 2000 Argentina e Jubileu Sul.

Os principais impulsionadores do movimento são as plataformas sociais Confluência Contra o G20 e Jornada Continental pela Democracia e contra o Neoliberalismo, mas também manifestaram o seu apoio organizações como REDES-Amigos da Terra Uruguai, Fórum Feminista contra o G20 e a Confederação Sindical das Américas (CSA), entre outras.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!