Sub-categorias

Notícia

Pai mata filha bebé por o acordar durante a noite

Menina de apenas dois meses morreu após ser atirada com violência.
Por Pedro Zagacho Gonçalves|19.10.16
Pai mata filha bebé por o acordar durante a noite
Criança entrou em morte cerebral após lesões graves no cérebro Foto Getty Images

John Burrill, de 31 anos, está acusado de ter matado a própria filha bebé, com apenas dois meses, depois desta o ter acordado com o choro durante a madrugada.

O homem está a ser julgado e a acusação defende que este atirou a menina, Daisy-Mae, "com violência, causando-lhe uma fratura no crânio e lesões no cérebro".

Em tribunal, a mãe da bebé, Ashlee Cox, foi ouvida. Contou que o companheiro estava "irritado" quando acordou com a menina a chorar, mas que este se ofereceu para a ir alimentar. Disse que ouviu o marido a tentar calar a menina e algum tempo depois percebeu que a torneira da cozinha estava a correr, numa altura em que já não se ouvia choro.

O pai de Daisy-Mae alega que atirou a criança, mas para o sofá, uma vez que "estava frustrado por ela estar sempre a chorar". Depois levou a criança para o quarto. A mãe revelou que a criança já estava "fria e com os lábios roxos" e que o namorado tinha estado a fumar marijuana.

Chamou de imediato os paramédicos, que encontraram a bebé de dois meses já em paragem cardiorrespiratória. A menina foi encaminhada para o Blackpool Victoria Hospital e depois para os Cuidados Intensivos do Hospital Pediátrico de Manchester, onde acabou por entrara em morte cerebral.

Destroçada, a mãe da menina acabou por decidir ligar as máquinas de suporte de vida três dias depois.

A acusação defende que as lesões da bebé são consistentes com esta ter sido "agitada e a cabeça ter batido numa superfície dura" ou "ter sido agarrada pelas pernas e atirada contra uma superfície dura". O pai da criança está acusado de homicídio qualificado, no entanto defende-se dizendo que "apenas foi negligente". A sentença deverá ser lida para a semana.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub