Papa quer investigação rigorosa em 180 dioceses

Francisco volta a condenar abusos sexuais na Igreja Católica.
Por Secundino Cunha|26.08.18
O Papa Francisco quer que seja realizada uma investigação "rigorosa" a casos de abusos sexuais de clérigos sobre menores em pelos menos 180 das quase cinco mil dioceses da Igreja Católica. O objetivo é passar a pente fino todas as dioceses onde haja alguma suspeita, reforçar o apelo de "tolerância zero" à pedofilia na Igreja e, se necessário for, afastar de funções padres e bispos.

No primeiro discurso da viagem apostólica à Irlanda, que hoje termina com o encerramento do Encontro Mundial das Famílias, Francisco reforçou o seu empenho em erradicar da Igreja Católica as situações de abusos sexuais.

"Não posso deixar de reconhecer o grave escândalo causado pelos abusos sobre menores por parte de membros da Igreja encarregados de os proteger e educar. A incapacidade das autoridades eclesiásticas - bispos, superiores religiosos, sacerdotes e outros - para enfrentarem adequadamente estes crimes repugnantes suscitou, justamente, indignação e continua a ser causa de sofrimento e vergonha para a comunidade católica. Eu próprio partilho estes sentimentos", afirmou o Papa, no castelo de Dublin, perante o corpo diplomático e as autoridades políticas e civis irlandesas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!