Sub-categorias

Notícia

Pastor violava fiéis dizendo que o sexo as libertaria

Brasileiro acusado de violar várias seguidoras da Assembleia de Deus dos Últimos Dias.
09.05.13
  • partilhe
  • 1
  • +

O pastor evangélico preso terça-feira à noite no Rio de Janeiro, acusado de violar sexualmente várias seguidoras, cometia os seus crimes em nome da fé.

Segundo o inspetor Márcio Mendonça, responsável pela captura, o pastor Marcos Pereira fazia as seguidoras acreditarem que o sexo com ele as libertaria do mal.

“Teve um comportamento semelhante em todos os casos de mulheres que violou. Dizia que elas estavam possuídas, que estavam endemoniadas, e convencia-as de que a única forma que tinham de se libertarem era tendo relações sexuais com um homem santo como ele”, afirmou Mendonça, aos jornalistas, depois de ouvir relatos de várias vítimas.

Fundador e presidente da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, uma derivação da congregação Assembleia de Deus tradicional, Marcos Pereira foi denunciado por seis mulheres que afirmam terem sido forçadas a fazer sexo, tanto na sede da igreja quanto no luxuoso apartamento em Copacabana, avaliado em três milhões de euros, onde o religioso vivia. Uma delas contou à polícia que o pastor a violou aos 14 anos e a obrigou a manter relações sexuais até ela completar 22 anos.

OUTROS CRIMES

O pastor, que ficou célebre há anos por se oferecer como negociador em motins em grandes prisões do Rio de Janeiro, foi preso inicialmente pelos abusos sexuais a seis mulheres, mas a polícia vai tentar incriminá-lo igualmente por outros crimes.

Segundo as autoridades, Marcos Pereira é suspeito de ter violado pelo menos mais 20 seguidoras, de estar envolvido com o tráfico de droga e de ter mandado assassinar dois homens que filmaram uma orgia que promoveu no apartamento de Copacabana.

Essas orgias, sempre de acordo com a investigação, eram frequentes no apartamento da Avenida Atlântica, a mais nobre de Copacabana, virado para o mar. Nessas farras sem limites, as mulheres eram humilhadas e, além de terem que satisfazer os mais aberrantes desejos sexuais do líder da igreja, como todas relataram aos agentes, eram forçadas a fazerem sexo também com outros homens, amigos do pastor.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!