Sub-categorias

Notícia

Pega fogo ao namorado e apaga chamas com urina

Homem diz que a culpa foi dele depois das autoridades terem detido a companheira.
Por Pedro Zagacho Gonçalves|12.07.17

Leigh Ann Sepelyak, de 38 anos, foi detida pelas autoridades e está acusada de ter regado o namorado com gasolina, incendiando-o em seguida, na casa onde vivia o casal, em Penn Hills, Pennsylvania, EUA. Segundo a polícia, a mulher ter-se-á arrependido do ato e acabou por extinguir as chamas derramando um balde de urina sobre o companheiro, Grady Spencer III.

De acordo com a investigação, os dois tiveram uma discussão na noite de sábado e Grady foi-se deitar. Terá sido então que Leigh Ann regou o companheiro com gasolina, atirando-lhe um cigarro em seguida. O homem e o colchão da cama pegaram imediatamente fogo.

A mulher terá então pegado num balde de urina (o quarto onde o casal estava não tem casa de banho), derramando-o sobre o namorado e extinguindo as chamas.

"Eles tinha bastante urina no balde, para ser o suficiente para extinguir o fogo", afirma o chefe da polícia de Penn Hills, Howard Burton, que explica que foram os pais de Leigh Ann, que vivem na mesma casa que o casal, que levaram o genro para o hospital. Grady sofreu queimaduras graves em 30% do corpo.

Leigh Ann foi detida pelas autoridades na segunda-feira mas acabou por sair em liberdade, depois de pagar uma caução de 75 euros e de o namorado sair em sua defesa.

É que Grady agora afirma que foi ele o culpado por toda a situação, contrariando a investigação feita pelas autoridades.

"Eu tinha estado a arranjar um cortador de relva completamente bêbedo e entornei gasolina pro cima de mim. Depois acendi um cigarro e foi quando peguei fogo. A Leigh Anne não teve culpa de nada, se não fosse ela a entornar o balde de urina por cima de mim tudo tinha sido pior. Ela seria incapaz de fazer uma coisa assim, nunca arranjou problemas com ninguém", afirma Grady ao Pittsburgh Tribune-Review.

As autoridades vão avançar com o caso de qualquer forma e explicam que o homem terá que contar a sua versão dos factos em tribunal. O julgamento começará no dia 17 de julho.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub