Sub-categorias

Notícia

Peritos assumiram remotamente controlo de avião 747 sem serem detetados

Experiência do departamento de Segurança dos EUA decorreu sem que pilotos soubessem.
Por J.C.M.|13.11.17

Uma equipa de especialistas aeronáuticos a trabalhar com o Departamento de Homeland Security (Segurança Interna) dos Estados Unidos conseguiu assumir remotamente os controlos de um avião 747 quando este rolava pela pista de uma aeroporto de Atlantic City, em New Jersey. O caso aconteceu em setembro de 2016, mas só agora foi revelado, numa conferência sobre tecnologia.

Robert Hickey, um dos peritos que participou na operação, não revelou detalhes sobre a forma como foi possível aceder à rede informática interna do avião e "fazer notar a nossa presença", mas tentou tranquilizar quem o ouviu, dizendo que "não foi detetada nenhuma vulnerabilidade no aparelho" e que "não existe risco" de que hacker mal intencionados possam repetir o gesto e tomar um aparelho ou fazê-lo despenhar-se.

Os pilotos do avião em causa não chegaram a aperceber-se do 'ataque' em curso e o perito diz que esteve presente um oficial da Boeing durante a experiência. Hickey revela que a penetração nos sistemas do avião se fez através das comunicações por rádio frequência, mas não deu mais detalhes. Os peritos demoraram dois dias a conseguir entrar no sistema do aparelho.

Os peritos garantem que não há perigo para a avião e explicam que o custo de mudar os sistemas de bordo das aeronaves mais antigas -  o 747 deixou de se fabricar em 2014 - seria astronómico. Os modelos mais recentes já não têm as mesmas vulnerabilidades, explicou Hickey, citado pelo site Computing.



Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub