Sub-categorias

Notícia

Polícia detém oito pessoas no caso da jornalista assassinada

Daphne Caruana Galizia, foi morta em outubro, com uma bomba colocada debaixo do seu carro, em Malta.
04.12.17

O primeiro-ministro da Malta, Jospeph Muscat, informou que a polícia daquele país deteve oito pessoas no caso da jornalista assassinada em outubro.

A polícia tem agora 48 horas para questionar os suspeitos, todos eles de origem maltesa e a maioria com cadastro criminal, e decidir o que fazer com eles, revelou ainda Jospeph.

A jornalista maltesa, Daphne Caruana Galizia, foi assassinada em outubro, com uma bomba colocada debaixo do seu carro.

De recordar que Daphne era ainda autora de um blogue que denunciava casos de corrupção que envolviam políticos. Uma das investigações mais recentes era sobre o primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, a sua mulher e outros membros do Governo. Segundo as investigações feitas, o casal utilizava offshores para esconder pagamentos ao Governo do Azerbaijão. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub