Sub-categorias

Notícia

Valls considera renúncia de Hollande "decisão de estadista"

Presidente francês não se vai candidatar a um segundo mandato.
Por Lusa|01.12.16
  • partilhe
  • 0
  • +
Valls considera renúncia de Hollande "decisão de estadista"
O primeiro-ministro francês Manuel Valls Foto Philippe Wojazer/Reuters

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, considerou esta quinta-feira que a renúncia do presidente François Hollande a recandidatar-se em 2017 é "a decisão de um estadista".

"É uma decisão difícil, ponderada, importante. É a decisão de um estadista. Quero transmitir a François Hollande a minha emoção, o meu respeito, a minha fidelidade e o meu afeto", escreveu Valls em comunicado.

O chefe do governo francês anunciou no passado domingo a intenção de se candidatar às primárias do Partido Socialista. Posteriormente, afirmou que não ia concorrer contra Hollande.

"Primeiro, como ministro do Interior e, depois, como primeiro -ministro conheço a sua coragem e sangue-frio, de um grande dirigente que soube enfrentar adversidades dolorosas para a França", acrescentou Valls.

O primeiro-ministro francês indicou que a decisão de Hollande deveu-se também à "constante preocupação de proteger os cidadãos, reformar o país, garantir a recuperação com justiça".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub