Prisão para polícia homicida

Agente executou jovem caído no chão em Luanda.
Por F.J.G.|09.06.18
O agente do Serviço de Investigação Criminal (SIC) que, no passado dia 1, executou a tiro, em Luanda, um alegado assaltante caído no chão vai ficar em prisão preventiva até ao julgamento.

A Procuradoria-Geral da República de Angola (PGR) informou ainda que foram constituídos arguidos seis outros agentes que participaram na operação.

"O autor dos disparos fica em prisão preventiva e os outros seis agentes do SIC foram postos em liberdade", referiu a PGR.



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!