Sub-categorias

Notícia

Professor acusado de brincar com cuecas de aluna menor

Docente de educação física expulso por comentários como “espero não ser a última vez que estou entre as tuas pernas”.
20.04.17

Um professor de educação física foi expulso de uma escola, na Inglaterra, depois de alegadamente ter posto a mão dentro das calças de uma aluna e lhe ter tocado no peito.

David Newton-Badman, um homem casado de 38 anos, era professor na Escola Telford Langley, em Shropshire, quando assediou a ‘aluna A’, nome escolhido para proteger a identidade da menina.

Numa das aulas que tiveram na piscina, David agarrou a adolescente pelos tornozelos e teceu palavras promíscuas. "Espero que esta não seja a última vez que estarei entre as tuas pernas", terá dito o professor, informação a que o conselho executivo da escola teve acesso.

O mesmo conselho diz que o homem chegou a dar palmadas no rabo da menina, a mandar mensagens, a pedir para que dormisse com ele ou que a ‘aluna A’ se embebedasse.

Newton-Badman foi também acusado de dizer à adolescente que o carro dela não era suficientemente grande para fazer o que ele tinha em mente, quando esta lhe pediu para a ensinar a conduzir. O ex-professor chegou a tentar pôr a mão dentro das ‘leggings’ e a tocar no peito da aluna, enquanto ela via um filme durante uma visita de estudo.

Numa dessas visitas de estudo, David sugeriu à ‘aluna A’ fazer-lhe uma massagem e terá perguntado se ela preferia "com ou sem roupa?".

O homem pediu-lhe que o beijasse e disse-lhe que fizesse agachamentos para que o seu rabo ficasse maior. O conselho executivo tomou conhecimento de uma outra situação em que o professor tocou nas cuecas da aluna quando esta estava a fazer um exercício de escalada.

Numa das várias tentativas de assédio, o professor de educação física permitiu que a adolescente colocasse os pés no seu colo, segurando as suas mãos enquanto perguntava a outra menina se ela gostaria de "experimentar" um homem mais velho.

David Newton-Badman foi considerado culpado pelo Colégio Nacional de Ensino e Liderança e ficou proibido de voltar a exercer a profissão.  

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub