Raio atinge barco escolar e mata alunos que seguiam a bordo no Brasil

Embarcação fazia o transporte diário de alunos da comunidade Estirão do Alcântara.

Um raio atingiu uma pequena embarcação que fazia transporte escolar numa região remota do estado brasileiro do Acre, no coração da floresta amazónica, e provocou a morte de três alunos e do condutor do barco, Magneto Ribeiro Júnior, de 26 anos. Outros cinco alunos sofreram ferimentos e foram levados para o Hospital Geral de Sena Madureira, a cidade mais próxima.

O barco escolar fazia o transporte diário de alunos da comunidade Estirão do Alcântara, a cerca de duas horas de navegação de Sena Madureira, para uma escola naquela cidade. Com a violência do raio e o pânico que se sentiu a bordo, várias vítimas caíram no perigoso Rio Purus, uma delas o condutor do barco, e foram resgatadas por pescadores que vivem nas proximidades do rio.

De acordo com informações do hospital em Sena Madureira, nenhum dos alunos feridos corre risco de vida. As vítimas deram entrada no hospital em estado de choque, desorientados e com escoriações pelo corpo e queimaduras.

O Brasil é um dos países do mundo com maior incidência de raios, quer na região amazónica, onde se formam fortes tempestades com chuvas torrenciais, quer em cidades distantes e muito povoadas, como São Paulo, frequentemente atingida por violentos temporais. Estima-se que o Brasil seja atingido anualmente por pelo menos 100 milhões de raios. 

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!