Sub-categorias

Notícia

Refugiados nas mãos da máfia

Polícia deteve 68 pessoas, incluindo um padre.
Por Ricardo Ramos|16.05.17
A máfia calabresa controlou durante mais de uma década um dos maiores centros de acolhimento de refugiados de Itália, desviando milhões de euros de ajudas do Estado com a cumplicidade da misericórdia local e de um padre, que está entre os 68 suspeitos ontem detidos pela polícia.

Segundo a polícia, membros da ‘Ndrangheta controlavam o centro de Sant’Anna Cara, em Isola di Cappo Rizzuto (sul), através da misericórdia e atribuíam os contratos de fornecimento de serviços, como refeições e lavandaria, a empresas controladas pelo grupo, ao mesmo tempo que embolsavam grande parte dos 100 milhões de euros de ajudas do Estado.

"Se era preciso servir 500 refeições, chegavam apenas 250. Os restantes migrantes passavam fome até ao dia seguinte", disse a procuradora Nicola Gratteri, adiantando que só o padre recebeu 132 mil euros desde o início do ano por "aconselhamento espiritual".


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub