Relatório liga farmacêuticas a "epidemia de mortes" por overdose nos EUA

Epidemia terá custado "centenas de milhares de vidas americanas" nos últimos anos.
Por Lusa|13.02.18

As empresas farmacêuticas que vendem no mercado americano alguns dos analgésicos de prescrição mais lucrativos terão contribuído para uma "epidemia de mortes" relacionadas com o consumo de medicamentos opiáceos, conclui um relatório divulgado esta terça-feira em Washington.

O relatório da senadora de Missouri Claire McCaskill , que resulta de uma investigação começada em 2017, denuncia "a capacidade da indústria de opiáceos de moldar a opinião pública" e levanta questões sobre o seu papel na chamada "epidemia de overdoses", que terá custado "centenas de milhares de vidas americanas" nos últimos anos.

Entre 2012 e 2017, as empresas terão canalizado dez milhões de dólares para grupos de defesa, lobistas e para médicos que prescrevem o uso deste tipo de medicamentos, de acordo o relatório.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!