Sub-categorias

Notícia

Temer não se demite apesar da investigação

Presidente falou ao país horas depois de o Supremo Tribunal ter dado luz verde a uma investigação por corrupção.
O presidente brasileiro, Michel Temer, rejeitou esta quinta-feira, em discurso na TV, renunciar ao cargo, como chegou a ser dado como certo. Horas antes, o Supremo Tribunal autorizou a abertura de uma investigação contra o presidente, baseado em gravações que ligam Temer à corrupção e a obstrução à Justiça.

Temer diz que não renuncia pois nada fez de ilegal antes ou depois de assumir a presidência. Evocando o que considerou ser o sucesso do seu governo, afirmou que os brasileiros não podem sofrer um novo revés na economia e considerou a investigação autorizada pelo Supremo uma oportunidade para se explicar e mostrar que nada fez.

Nas gravações feitas no palácio presidencial pelo empresário Joesley Batista, Temer parece autorizar o suborno do ex-deputado Eduardo Cunha, preso por corrupção, para que não revele informações comprometedoras. Noutro momento, Temer indica o deputado Rodrigo Rocha Loures como pessoa que pode ajudar – e posteriormente o parlamentar é filmado a receber malas com dinheiro de um assessor do empresário.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub