Sub-categorias

Notícia

Temer nega suposto "acordão" para livrar políticos da Lava Jato

Iniciativa teria partido de Lula da Silva, em fevereiro.

O presidente brasileiro, Michel Temer, negou esta segunda-feira em entrevista a uma emissora de rádio que esteja envolvido numa suposta manobra de bastidores visando um "acordão" com os ex-presidentes Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso (FHC) que permita salvar políticos acusados de corrupção pela Operação Lava Jato.

Notícias sobre negociações para o estabelecimento desse acordo entre os três veteranos políticos e os seus respetivos partidos, os maiores do Brasil, são cada vez mais frequentes na imprensa brasileira.

"Fazer um acordão para solucionar os problemas que hoje estão entregues ao judiciário, ao Ministério Público, e acabar com o que está aí [a operação anti-corrupção Lava Jato] é absolutamente inviável", afirmou Temer, citado por várias denúncias de executivos da Odebrecht, durante a entrevista à Radio Jovem Pan.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub