Temer perde três ministros num só mês

Henrique Alves, do Turismo, deixa governo interino.
Temer perde três ministros num só mês
Tomada de posse de Temer (terceiro à esquerda) Foto Adriano Machado/Reuters
Ligado por um delator a desvios na Petrobras, o ministro brasileiro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, demitiu-se para não constranger o amigo e presidente em exercício, Michel Temer. Alves foi o terceiro ministro a cair num mês do governo Temer após denúncias de corrupção.

A demissão surgiu após o ex-aliado Sérgio Machado, também suspeito na fraude mas que está a colaborar com a Justiça, afirmar que lhe deu 397 mil euros ilegais, doados por construtoras, para o saco azul eleitoral. Alves também já foi citado por outros delatores e deve constar em delações futuras.


Desde 12 de maio, quando Dilma foi afastada e Temer assumiu a presidência, outros dois ministros tinham sido já forçados a sair: Romero Jucá, do Planeamento, e Fabiano Silveira, da Transparência, apanhados em conversas comprometedoras gravadas por Machado.


pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!