Terroristas detidos com futuro incerto

Membros do gang das decapitações, liderado por Jihadi John, foram capturados na Síria.
Por Ricardo Ramos|11.02.18
A detenção na Síria de dois jihadistas britânicos que faziam parte do infame gang das decapitações, liderado por ‘Jihadi John’, abriu um imbróglio jurídico e diplomático.

O Reino Unido, que lhes retirou a nacionalidade, não parece interessado em tê-los de volta e defende que devem ser julgados por um tribunal internacional. Já os EUA dizem que estão a estudar o assunto e admitem, em último caso, transferi-los para a prisão de Guantánamo, em Cuba.

Alexanda Kotey e El Shafee El-sheikh foram capturados no final de janeiro por milícias curdas no norte da Síria, quando tentavam fugir para a Turquia. Eram os dois últimos membros dos ‘Beatles’, a designação com que ficou conhecido o grupo de quatro jihadistas britânicos, todos residentes na zona de Londres, que viajaram para a Síria e criaram a famigerada unidade de tortura e execução do Daesh, responsável pela decapitação de vários reféns ocidentais em 2014.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!