Sub-categorias

Notícia

Trump diz que “Jerusalém é a capital de Israel”

Presidente dos Estados Unidos ignora avisos e abre novo foco de tensão de consequências imprevisíveis.
Por Ricardo Ramos|07.12.17
  • partilhe
  • 0
  • +
O presidente Donald Trump abriu esta quarta-feira uma nova ‘caixa de Pandora’ de consequências imprevisíveis para o futuro do Médio Oriente, ao reconhecer formalmente Jerusalém como a capital de Israel e ao anunciar planos para transferir a embaixada dos EUA para a cidade. Trump diz que se trata apenas de "reconhecer a realidade" e garante que a medida vai acabar por contribuir para a paz entre israelitas e palestinianos, reafirmando ainda o compromisso dos EUA para com uma "solução de dois Estados".

Ignorando todos os apelos e avisos feitos nos últimos dias pela maioria dos líderes internacionais e até pelo Papa Francisco, Trump garantiu que a decisão se trata de "reconhecer o óbvio". "Israel é um país soberano e Jerusalém é a sede do seu governo, parlamento e supremo tribunal", afirmou, lembrando que é lá que são recebidos os presidentes e chefes de governo que visitam Israel, ele próprio incluído.

Para Trump, trata-se de uma decisão "que já devia ter sido tomada há mais tempo" e que "marca o início de uma nova abordagem" aos esforços para resolver o conflito entre israelitas e palestinianos, mas na região e no Mundo mais ninguém pensa assim.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub