Sub-categorias

Notícia

UE pede investigação a irregularidades no referendo turco

Referendo na Turquia não foi verdadeiramente democrático, garantem observadores.
Por Lusa|18.04.17

A União Europeia instou esta terça-feira as autoridades turcas a "lançar investigações transparentes às alegadas irregularidades" apontadas pelos observadores internacionais ao referendo de domingo na Turquia sobre o reforço dos poderes do Presidente, que se saldou numa vitória do "sim".

Um dia depois de os observadores internacionais do referendo na Turquia terem concluído que o processo não pode ser considerado verdadeiramente democrático, entre outros motivos porque as duas partes não tiveram oportunidades iguais, o porta-voz da Comissão Europeia disse hoje que a União Europeia examinou "atentamente" os relatórios da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) e do Conselho da Europa, e espera que as alegadas irregularidades sejam investigadas de forma transparente.

O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, já afirmou que vai ignorar as conclusões dos observadores.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub