Sub-categorias

Notícia

U2 pedem a Aung Suu Kyi que lute contra violência sobre rohingya

Grupo irlandês afirmam que tentaram, sem êxito, entrar em contacto com a Nobel da Paz.
Por Lusa|11.11.17
  • partilhe
  • 2
  • +

O grupo irlandês U2 pediu este sábado à líder de Myanmar, Aung San Suu Kyi, que lute contra a violência das forças de segurança do seu país para colocar fim às "terríveis atrocidades" cometidas contra a minoria muçulmana rohingya.

Em comunicado este sábado divulgado, os músicos, liderados por Bono, afirmam que tentaram, sem êxito, entrar em contacto com a Nobel da Paz para lhe pedir que enfrente a violência contra os rohingya, que se viram obrigados a fugir para o Bangladesh (mais de 600.000 desde agosto).

"Queríamos falar com Aung San Suu Kyi esta semana, mas parece que agora esta chamada não se concretizará", adiantaram os U2, acrescentando que "a violência e o terror contra a população rohingya leva a terríveis atrocidades e há que acabar com elas".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub