Ucrânia leva canção sobre opressão russa à Eurovisão

Jamala canta expulsão dos tártaros da Crimeia em 1944.
Por José Carlos Marques|22.02.16
  • partilhe
  • 0
  • +
Costuma acompanhar o Festival da Eurovisão?

O Festival da Eurovisão habituou-nos ao longo dos anos a canções românticas e bem-dispostas. Não é, de todo, o caso do tema eleito este domingo pela Ucrânia para representar o país na edição de 2016, que ocorre em Maio na Suécia. A votação dos telespetadores deu a a vitória a Susana Jamaladinova, mais conhecida pelo nome artístico de Jamala, que interpretou o tema ‘1944’.

 

A canção, com letra em inglês e tártaro, fala de um episódio histórico traumático- a expulsão do povo tártaro da Crimeia, em 1944. Sob as ordens do ditador soviético José Estaline, mais de 200 mil pessoas foram deportadas da península - que desde 2014 está outra vez nas mãos dos russos -  para outras repúblicas soviéticas, sobretudo para o Uzbequistão. Dezenas de milhare de tártaros, povo de raízes turcas que vivia na Crimeia há vário séculos, terão morrido em comboios sobrelotados ou devido às péssimas condições de vida que encontram no destino. Na época, Estaline justificou a medida pelo facto de várias unidades de soldados tártaros terem combatido com os nazis contra o Exército Vermelho durante a II Guerra Mundial. Mas a explicação nunca foi bem compreendida, até porque muitos outros tártaros alinharam pelas tropas soviéticas.

 

Os tártaros só regressaram à Crimeia décadas depois, no final dos anos 80, quando a ‘perestroika’ de Gorbatchov lhes permitiu voltar. Mas nunca lhes foram devolvidas as casas ou outros bens que o regime soviético lhes confiscou.

Jamala - 1944

A canção de Jamala, ela própria de ascendência tártara da Crimeia, ignora a atual situação política no país. Não há referências à guerra que decorre no Leste do país nem à presente ocupação Rússia da Crimeia, mas a letra arranca desde logo com palavras duras:

 

When strangers are coming...
They come to your house,
They kill you all
and say,
We’re not guilty
not guilty.

 

(Quando os estranhos estão a caminho…

Eles vêm à tua casa,

Eles matam-vos a todos

E dizem

Nós não somos culpados

Não somos culpados)

 

A Eurovisão tem regras que impedem a participação de canções com letra manifestamente política. Desde que foi conhecida a escolha da Ucrânia, várias vozes vieram a público dizer que é possível que a canção seja desqualificada antes de chegar a Estocolmo. Seja como for, Jamala já conseguiu um feito - pôr a Europa e o mundo a falar do seu povo.

Lembre-se que Portugal não vai particpar na edição 2016 do concurso Eurovisão, uma vez que a RTP decidiu não concorrer. 



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De j30124622.02.16
    A RTP não concorre ao Festival da Canção da eurovisão, porque só lhe interessam é de programas de Futebol, politica e telenovelas e outras sem interesse.<br/>
1 Comentário
  • De j30124622.02.16
    A RTP não concorre ao Festival da Canção da eurovisão, porque só lhe interessam é de programas de Futebol, politica e telenovelas e outras sem interesse.
    Responder
     
     0
    !