Sub-categorias

Notícia

Venezuela considera sanções da União Europeia "ilegais, absurdas e ineficazes"

Governo de Maduro considera que as decisões estabelecem um "precedente perigoso" nas suas relações com a América Latina.
Por Lusa|13.11.17
  • partilhe
  • 0
  • +
O Governo da Venezuela repudiou esta segunda-feira as sanções impostas pela União Europeia, considerando que a decisão pretende "impor medidas ilegais, absurdas e ineficazes" contra o povo do país.

"O Conselho Europeu pretende convencer o mundo de um suposto consenso entre os seus Estados-membros com o adotar de medidas hostis, quando a realidade é que as principias economias europeias exercem uma forte pressão sobre os restantes governos e as próprias instituições da União Europeia", refere o Ministério dos Negócios Estrangeiros venezuelano em comunicado.

Segundo o documento, a decisão da União Europeia "viola descaradamente o direito internacional, seguindo a linha de conduta de Washington".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Mundo

pub