Quatro mortos em naufrágio na Venezuela

Dois homens e as duas mulheres embarcaram em Vela de Coro, no estado venezuelano de Fálcon.
Por Lusa|11.01.18
  • partilhe
  • 0
  • +

Quatro venezuelanos morreram na quarta-feira no naufrágio de uma pequena embarcação, na qual pretendiam chegar à ilha de Curaçao, próximo da Venezuela, noticiou a imprensa de Willemstad, capital da ilha.

Os dois homens e as duas mulheres embarcaram em Vela de Coro, no estado venezuelano de Fálcon (centro-norte), uma das zonas mais próximas de Curaçao.

O portal 'online' Notícias de Curazao adiantou que os corpos foram encontrados junto dos restos da embarcação "Koraal Tabak", que as autoridades locais, que estão a investigar o caso, disseram suspeitar que era usada para transportar pessoas sem documentação.

Algumas testemunhas afirmaram ter visto diversas pessoas chegarem a terra firme.

Na passada sexta-feira, o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ordenou o fecho das fronteiras aéreas e marítimas, durante 72 horas, com Aruba, Curaçao e Bonaire.

Com esta medida, entretanto prolongado por mais 72 horas, Maduro pretende "estabelecer uma reestruturação e uma defesa dos interesses económicos da Venezuela".

No anúncio, o chefe de Estado venezuelano afirmou que há três anos "tem exigido" às autoridades daquelas ilhas que tomem medidas para combater o contrabando de "ouro, 'coltan' [columbite-tantalita, minérios usados no fabrico de microprocessadores, microcircuitos e baterias], diamantes, cobre e alimentos".

A medida surgiu na sequência de várias denúncias sobre o alegado contrabando de cabos de telecomunicações, de eletricidade e de outros produtos, a partir da península de Paraguaná (centro-norte da Venezuela) para aquelas ilhas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!