Sub-categorias

Notícia

Portugal foi grande entusiasta da adesão à moeda única. "Tu serás euro e sobre ti construirei a Europa", disse na cimeira que batizou a divisa o então primeiro-ministro António Guterres.

Mas em vez de cumprir o sonho, o euro  criou um novo muro, entre  os ricos do Norte e os mais pobres do Sul.

Desde a adesão, o PIB português tem andado pouco acima de 0%. Portugal entrou como se fosse uma festa, os juros baixos permitiram um endividamento sem precedentes do Estado, empresas e famílias.

A banca afundou-se em negócios especulativos. Entrámos mal preparados, mas sair agora seria o desastre.

Um choque brutal com empobrecimento galopante. 
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)