Sub-categorias

Notícia

Carne fraca gente podre

Bruno Figueiredo

Carne fraca gente podre

Este escândalo prova-nos que a ganância não conhece limites.
  • 0
  • 0
Por Bruno Figueiredo|20.03.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
Mais de cem pessoas foram detidas no Brasil no âmbito da operação ‘Carne Fraca’. Sem quaisquer escrúpulos, empresas do ramo alimentar colocavam no mercado carnes impróprias às quais seriam adicionadas subs- tâncias ilegais e cancerígenas para mascarar o odor e o aspeto. Tudo com a conivência de funcionários do Estado que recebiam luvas para atestar a sanidade das mercadorias. Por trás, os mesmos de sempre: os partidos políticos, que indicavam esses funcionários para os cargos, recebendo parte dos subornos em contrapartida.

Já todos nos habituámos à corrupção no setor financeiro, no imobiliário ou na construção, mas nunca na saúde pública! Este escândalo prova-nos que a ganância não conhece limites.

Deverá ser encarado como um alerta, em particular para os organismos de inspeção, nomeadamente a ASAE, cuja proatividade e competência técnica para deteção de fraudes têm de ser aprimoradas, mas também para o Governo, a quem compete regular a carreira de inspeção, impondo requisitos de ingresso exigentes, afastando os cargos dirigentes do espetro político-partidário, garantindo salários mais atrativos e perspetivas de trajetos individuais de carreira estimulantes.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)