Escárnio e maldizer

Carlos Garcia

Escárnio e maldizer

Ataques infames de quem assenta a defesa na berraria mediática.
  • 1
  • 0
Por Carlos Garcia|24.01.16
  • partilhe
  • 0
  • 1
O presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público foi alvo de um processo de averiguações (será disciplinar?) por ter reagido em defesa da honra e da dignidade, não apenas dos magistrados envolvidos numa determinada investigação criminal, mas de toda a estrutura do MP e da própria PGR. Fê-lo na qualidade de dirigente sindical.

A ASFIC/PJ solidariza-se publicamente com o presidente do SMMP e repudia uma ‘campanha’ que pretende ir mais longe do que cercear a liberdade sindical e de opinião.

A ASFIC também já teve de defender a PJ, na praça pública, muitas vezes, de ataques tão infames provindos de quem assenta toda a estratégia de defesa na berraria mediática com acusações maliciosas e difamatórias (atos pidescos, devassa da privacidade, violência física e psicológica, depoimentos falsos, manipulação da prova, etc.), que mais não visam do que criar a dúvida na opinião pública e intimidar quem aprecia a prova, na expectativa do arquivamento, da prescrição de processos ou da redução das penas para os clientes.

Uma coisa é certa: estas farsas de "escárnio e maldizer" ao serviço de intocáveis e para enfraquecer a Justiça, jamais travarão a luta dos polícias e dos magistrados contra o crime organizado.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)