Orçamento de Estado

Carlos Garcia

Orçamento de Estado

Não vai haver dinheiro para que a PJ consiga sair da anorexia.
  • 0
  • 0
Por Carlos Garcia|28.02.16
  • partilhe
  • 0
  • 0
A arte da distorção da realidade para causar uma sensação de conforto e segurança no cidadão continua presente nestas "Grandes Opções do Plano 2016–19" onde se assume que o governo faz do combate ao crime, em particular ao terrorismo, criminalidade grave, violenta e altamente organizada, cibercriminalidade, crimes sexuais e criminalidade económico- -financeira (competências reservadas da PJ) um dos seus "eixos estratégicos" e que isso "requer a capacitação adequada da Polícia Judiciária". Mais do mesmo: compromissos políticos sem a correspondente dotação, no OE 2016, dos meios financeiros que a PJ necessita para poder cumprir esses objetivos. Ou seja, em vernáculo, não vai haver dinheiro para que a PJ consiga sair da "anorexia organizacional" em que foi colocada pelos últimos governos. Vai continuar desfalcada em mais de 50% do efetivo previsto; a Unidade Nacional (Criminalidade Informática) não vai sair do "papel" porque não há pessoal para lá colocar a não ser desfalcando outras áreas também desfalcadas e vão continuar a faltar componentes num "sistema" recentemente adquirido, que são vitais, por exemplo, no contraterrorismo. A negligência paga-se sempre muito mais caro… 
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)