Internet boa e internet má

Carlos Moedas

Internet boa e internet má

Uma coisa é partilhar conhecimento, outra é partilhar criações artísticas. As criações devem ser remuneradas.
  • 0
  • 0
Por Carlos Moedas|13.07.18
  • partilhe
  • 0
  • 0
Em 30 anos de existência, a Internet mudou as nossas vidas - e eu diria para melhor. Permitiu-nos avançar na ciência, melhorou os nossos serviços, transformou indústrias mas sobretudo permitiu-nos mudar a vida de muitas pessoas em todos os cantos do mundo.

Joshua Okello nasceu no Uganda, um país em que muitas mulheres ainda morrem durante o parto. Ao ver que os estetoscópios usados para ouvir o bebé eram apenas um cone em plástico que a parteira encostava à barriga da mãe para o tentar fazer, lembrou-se de ligar este estetoscópio tão rudimentar a um simples telemóvel que pudesse transmitir os sons e toda a informação para um médico no hospital mais próximo, salvando assim muitas vidas.

Esta é a Internet com que Tim Berners-Lee sonhou. Um mundo onde um estudante do Uganda consegue mudar e salvar a vida de tantas mulheres. A Internet altruísta e de partilha de informação que permite que todos contribuam para um mundo melhor. E talvez por isso Tim Berners-Lee, o inventor dessa Internet altruísta, tenha pedido esta semana aos deputados europeus que votassem contra a nova diretiva europeia do direito de autor.

Mas a Internet de hoje é também a Internet em que tantos músicos, escritores e jornalistas veem o seu trabalho utilizado por outros sem receberem a justa remuneração pelas suas criações. Será aceitável um músico ver as suas músicas partilhadas sem ser remunerado por isso? Será aceitável um jornalista ver os artigos que assina copiados com intuito comercial sem compensação?

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)