Na casa dos grandes homens

Carlos Moedas

Na casa dos grandes homens

Tudo em Simone Veil é excepção e excepcional.
  • 0
  • 0
Por Carlos Moedas|07.07.18
  • partilhe
  • 0
  • 0
Um ano depois da sua morte, Simone Veil foi agora sepultada no Panteão francês, cujo frontispício ostenta "aos grandes homens, a Pátria reconhecida".

É portanto uma mulher de excepção num Panteão de Homens (75 homens e 4 mulheres). Foi preciso esperar até 1995 para a primeira mulher ser lá sepultada por mérito próprio, Marie Curie. Outras mulheres já lá repousavam mas apenas por terem sido as mulheres de homens famosos.
O caso de Simone Veil, mais uma vez, será excepção ao levar consigo o seu marido, Antoine, agora sepultado ao seu lado.

Tudo em Simone Veil é excepção e excepcional. Sobrevivente do campo de concentração de Auschwitz em que perdeu todos seus familiares mais próximos. Ministra da Saúde que liberalizou o aborto ainda em 1975. Primeira mulher a presidir ao Parlamento Europeu. Viveu uma vida de revolta e travou com uma energia inquebrável todos os combates que o século XX foi pródigo em proporcionar.

Foi visionária em muitos aspectos. Teve razão antes dos outros e não fraquejou ao enfrentar uma opinião pública adversa, convicta da sua razão nos valores republicanos.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)