O Nobel e as Mulheres

Carlos Moedas

O Nobel e as Mulheres

Entre 1901 e 2017 o Prémio Nobel só foi atribuído a 50 mulheres em 923 prémios.
  • 0
  • 0
Por Carlos Moedas|12.10.18
  • partilhe
  • 0
  • 0
Este ano o Prémio Nobel da Física foi atribuído a dois homens e uma mulher, por várias contribuições para a ciência, entre as quais a descoberta nos anos 80 de um novo tipo de laser que veio revolucionar a medicina. A precisão deste laser permite a sua utilização sem destruir nada à volta do ponto de contacto o que permitiu a sua aplicação na oftalmologia mudando a vida a milhões de pessoas que puderam deixar de usar óculos de um dia para o outro.

A cientista que vai receber este prémio Nobel será a terceira mulher a receber o prémio Nobel da Física nos últimos 117 anos. Esta raridade não deve levar a juízos precipitados. Mas deve inquietar-nos, suscitando interrogações sobre a sociedade em geral e o mundo da ciência em particular.

Não deixa de ser revelador que Donna Strickland tenha tentado construir uma página Wikipedia em Maio deste ano tendo sido rejeitada com a seguinte resposta: "as referências apresentadas não são suficientes para que esta página seja publicada". O mais interessante é que o seu assistente homem já tinha uma página Wikipedia.

Entre 1901 e 2017 o Prémio Nobel só foi atribuído a 50 mulheres em 923 prémios atribuídos. Se excluirmos os prémios Nobel da Paz e da Literatura, apenas 21 mulheres receberam prémios nas ciências. Porque será? Qual a explicação para tal fenómeno?

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)