Portugal 2027

Carlos Moedas

Portugal 2027

Portugal passa a ser o quinto país da União Europeia que mais recebe fundos estruturais.
  • 0
  • 65
Por Carlos Moedas|01.06.18
  • partilhe
  • 65
  • 0
Esta semana a Comissão Europeia apresentou a proposta dos chamados fundos estruturais e de coesão para o período 2021-2027. A função destes fundos é ajudar os países mais pobres da UE a alcançarem o nível de riqueza dos mais avançados. Em Portugal tiveram um papel histórico para o desenvolvimento do país. Portugal recebeu desde 1986 mais de 10 milhões de euros por dia (100 mil milhões de euros no total).

Foi uma negociação muito complexa e dura – uma das mais difíceis em que participei – por duas razões: 1) porque a saída do Reino Unido nos deixa um "buraco" de mais de 12 mil milhões de euros por ano que tentamos colmatar em parte mas que não evitou um corte nos fundos estruturais e 2) porque está cada vez mais viva a ideia simplista que divide a UE entre os "países que pagam" a coesão e os "países que recebem" da coesão, como se estivéssemos a falar de caridade.

É portanto importante recordar que os países mais ricos, que supostamente pagam a coesão, também ganham muito com a existência de um mercado único com quase 500 milhões de habitantes. Estes países têm tecidos económicos e industriais mais avançados e portanto acabam por beneficiar muito mais da existência deste mercado, quando comparado com países mais atrasados. Essa é a verdade que muitos países preferem hoje esquecer.

E como ficou Portugal no meio disto tudo? A Comissão propôs um pacote de cerca de €24 mil milhões para Portugal, um valor 7% abaixo do programa atual. Mesmo assim, Portugal continua a ser o quinto país que mais recebe fundos estruturais e comparado com outros países tivemos um corte inferior à média que foi de 10%.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)