A teoria da ferradura

Carlos Moedas

A teoria da ferradura

Como português e europeu sinto-me cansado destes aproveitamentos fáceis da extrema esquerda e da extrema direita.
  • 0
  • 0
Por Carlos Moedas|24.08.18
  • partilhe
  • 0
  • 0
Não vale tudo na vida assim como não vale tudo em política. Depois do drama terrível que foi a queda de uma ponte em Génova, o vice-primeiro-ministro italiano Matteo Salvini veio imediatamente culpar a União Europeia. Salvini disse aos jornalistas que a culpa da falta de investimento em Itália é das regras orçamentais europeias.

Esta afirmação é errada e perigosa. É errada porque a União Europeia investiu em Itália nos últimos 7 anos mais de 2,5 mil milhões de euros na modernização da ferrovia e das estradas.

Ao qual acrescem 12 mil milhões de euros de investimentos do Fundo Juncker e a luz verde que foi dada a Itália para investir 8,5 mil milhões de euros em infraestrutura. É errada porque a ideia que a União Europeia é a culpada da existência de regras orçamentais é falsa. Um país fora da União Europeia não pode viver sem regras orçamentais, porque simplesmente ninguém lhe emprestaria dinheiro sem ter a garantia que este o possa pagar de volta no futuro. Vejam o caso da Venezuela ou da Argentina.

É perigosa porque galvaniza na sociedade um sentimento de ódio em relação ao projeto europeu que é hoje o apanágio dos populistas de esquerda e de direita. Na semana passada o PCP culpava Bruxelas pela falta de investimento na ferrovia portuguesa. No fundo é exatamente a mesma receita e as mesmas palavras de Salvini. É bom não esquecer que foi Lenine que disse que uma Europa unida seria impossível ou reacionária e que seria sempre construída para sufocar o socialismo.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)