Sub-categorias

Notícia

Árvores de Lisboa sem rei nem roque

Edgardo Pacheco

Árvores de Lisboa sem rei nem roque

Geridas pelas juntas de freguesia, as árvores de Lisboa ficam muito mal tratadas.
  • 0
  • 40
Por Edgardo Pacheco|04.08.17
  • partilhe
  • 40
  • 0
E lá se confirmaram as previsões. Depois de quase dois anos de arenga política, a Assembleia Municipal de Lisboa (AML) foi incapaz de aprovar um regulamento do arvoredo da cidade. Hilariante. Não deixa de ser absurdo que o executivo que gasta milhões em novos espaços verdes seja incapaz de criar um regulamento definitivo.

Ou seja, para fazer novos jardins (e eu acho bem), tudo às mil maravilhas, para gerir os espaços verdes que fazem parte da cidade há décadas, ah, isso entrega-se às juntas de freguesia e cada uma faça o que entender. Em tese, um presidente de junta seria mais sensível para tratar das árvores do seu território, mas a realidade mostra o contrário.

Seja por insensibilidade, ignorância ou conluio com empresas privadas de jardinagem, a verdade é que desde que as juntas passaram a tutelar estas matérias os lisboetas assistem ao abate, à poda selvagem e ao abandono de árvores. Donde, é fácil concluir que, apesar de tudo, as árvores de Lisboa estarão mais bem defendidas pelos serviços da CML do que pelos presidentes de junta. E quando é que os cidadãos vão conhecer o tal regulamento definitivo? Não se sabe. Com esta AML é que já não será.

PS. Entretanto, li há dias na imprensa que uns investigadores andam às voltas com uns modelos matemáticos que possam comprovar que o coberto vegetal faz baixar a temperatura das cidades. Depois de ler o artigo várias vezes, a única recomendação que humildemente posso dar aos investigadores é uma viagem por uma planície alentejana.

Aqui poderão ver que, quando o calor aperta, as vacas, as ovelhas e uma outra mula – bichos que nunca estudaram física e matemática -, juntam-se à sombra dos chaparros. Curioso. Por que será?
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)