Se isto não é publicidade, é o quê? RTP, explique-se

Eduardo Cintra Torres

Se isto não é publicidade, é o quê? RTP, explique-se

Referências gráficas e verbaisà empresatotalizamnos dois programas as duas dezenas.
  • 0
  • 0
Por Eduardo Cintra Torres|19.10.14
  • partilhe
  • 0
  • 0

A RTP estreou em simultâneo dois programas muito semelhantes, a começar pela ressonância religiosa que os seus títulos carregam: ‘Sete Pecados Mortais’ (RTP 1) e ‘Confesso’ (RTP Informação). Cada edição apresenta uma pessoa com comportamentos excessivos ou violentos, ou vítima de abusos, depois de tratamento psicológico prolongado. Contam o caso presencialmente, agora que se libertaram dos fantasmas interiores ou exteriores e reequilibraram a vida comum.

Não é só nos nomes, temática e estrutura que os programas se assemelham: são ambos da autoria e apresentação da jornalista Mafalda Gameiro e ambos apresentam exclusivamente ex-pacientes de uma única clínica terapêutica. Esse centro de tratamento, de nome Villa Ramadas, é conhecido dos espectadores da TVI, pois em 2012-13 ofereceu tratamento a 12 espectadores ou familiares de ‘Você na TV!’ — um por mês — em troca, pelo menos, da exposição mediática da clínica e dos casos.

Os programas da RTP publicitam amplamente a clínica: na RTP 1, a expectável frase "testemunho real" é acrescida da referência publicitária: "testemunho real Villa Ramadas"; na primeira edição foi entrevistada uma "psicóloga Villa Ramadas"; no final, aparece um cartão de "agradecimento" à clínica; no programa da RTP Informação, identifica-se o confessado como "ex-paciente Villa Ramadas"; em todos as confissões está em estúdio o "director terapêutico Villa Ramadas"; no final, indica-se que o programa tem "ajuda à produção" da clínica. As referências gráficas e verbais à empresa médica totalizam nos dois programas as duas dezenas. Mais importante, incluindo as repetições, a RTP está apresentando por semana mais de duas horas de um programa que vários leitores e espectadores nas redes sociais consideraram uma escandalosa publicidade a uma empresa.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)