Sub-categorias

Notícia

A vez de Temer

Eduardo Dâmaso

A vez de Temer

Não é possível sustentar a tese de que tudo é uma conspiração.
  • 0
  • 31
Quando os problemas de um sistema político são da ordem daqueles que o Brasil apresenta – dois ex- -presidentes e um presidente da República suspeitos de vários crimes -, não é possível continuar a sustentar a tese de que tudo não passa de uma conspiração.

Querer acreditar em teorias da conspiração que envolvem Lula, Dilma e Temer é esbarrar de frente na realidade. O Brasil não tem um problema com os juízes de Curitiba. O Brasil tem um problema muito grave de corrupção, de abuso de poder, tráfico de influências, de todos os crimes de catálogo no domínio económico e político.
Não é coisa de esquerda nem de direita, é apenas crime que se repete nos ciclos de decadência dos sistemas políticos já muito gastos pelo populismo e pela demagogia.

Aconteceu em Itália, na Grécia, França está a acontecer em Espanha com o Partido Popular e antes tinha acontecido com o PSOE.

Acreditar nas teorias da conspiração nestas matérias é apenas a forma mais moderna de meter a cabeça na areia. Esperemos que a moda não chegue cá, agora que se aproximam momentos cruciais em processos como os da Operação Marquês e o Universo Espírito Santo.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)