Sub-categorias

Notícia

Por Francisco José Viegas|10.01.17
  • partilhe
  • 5
  • 0
O patriotismo regressa com as suas armas letais: do simples "somos os melhores do Mundo", até à invocação do "interesse nacional", à defesa de uma "identidade nacional imaculada", passando pela "banca ao serviço do povo". Encolho-me.

É impopular, nestes tempos, encolher-se diante do patriotismo.

Veja-se a Caixa: lá vem o argumento, uma CGD patriótica. Ao contrário da banca pecaminosa, a CGD é impoluta. Nunca financiou a compra de jornais e televisões amigas destinadas ao buraco. Nunca pagou fortunas por empresas arrasadas.

Nunca deu emprego aos amigos do ‘bloco central’ mesmo que só soubessem a tabuada (e olha lá). Nunca tomou participações em negócios maravilhosos que faliram meses depois.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)