Por Francisco José Viegas|24.06.16
  • partilhe
  • 0
  • 0
Não percebo a ideia de que, ficando em terceiro lugar após três empates, nos "safámos dos tubarões" por irmos jogar com a Croácia e não com a Inglaterra.

É um erro de ótica: o treinador inglês parece perguntar o resultado do jogo aos adjuntos enquanto os seus onze repolhos trocam a bola ao fundo do campo.

Outra coisa é a Croácia, com boa capacidade de combate e de pontaria, e jogadores como Mandzukic, Perisic, Modric ou Rakitic – tendo ainda a vantagem de o presidente croata não comparecer às entrevistas rápidas no fim dos jogos.

De qualquer modo, conseguimos uma coisa importante: uma certa moderação no entusiasmo patriótico, depois de se perceber que não somos os melhores do Mundo – o que seria, aliás, uma responsabilidade insuportável.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)