Um crime horrível

Henrique Machado

Um crime horrível

Marcou-me naquela mulher, há 11 anos, o pior da natureza humana.
  • 0
  • 0
Por Henrique Machado|05.01.18
  • partilhe
  • 0
  • 0
A primeira vez que vi Carlos Alexandre descobri um juiz paciente, que permitiu até à exaustão as mais absurdas mentiras e omissões. Até que gelou a sala do velho tribunal da Boa Hora.

"O que os senhores fizeram foi horrível", disse, condenando a pesadas penas os dois executantes e, em especial, a viúva chorosa, altiva, que nunca confessou ter encomendado o crime.

Marcou-me naquela mulher, há 11 anos, o pior da natureza humana. Desprezo pela vida, frieza de espírito, distorção de valores. E uma futilidade doentia de alguém que, depois ter ter mandado matar o marido para receber o seguro de vida, e antes de ter sido presa, se me apresentou como Teresa, nome que lhe daria mais garantias de alpinismo social do que Maria das Dores.

Onze anos depois, esta mulher já está cá fora, a espaços, e brevemente a tempo inteiro.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)