Sub-categorias

Notícia

Branquear a verdade

Joana Amaral Dias

Branquear a verdade

Mal José Sócrates foi preso começou o ataque à justiça, como se o problema fosse esse.
  • 0
  • 0
Por Joana Amaral Dias|26.11.14
  • partilhe
  • 0
  • 0

"À justiça o que é da justiça, à política o que é da política" – esta tem sido uma das frases mais repetidas. Pateticamente. Se estão preocupados com a separação de poderes, digam: "À política o que é da política. Ao poder económico o que é do poder económico." Explico. Mal Sócrates foi preso começou o ataque à justiça, como se o problema fosse esse e não o facto extraordinário de existir um ex-PM acusado de corrupção e branqueamento de capitais. E isto é que é o coração da discussão.

Isso e como o Estado se fundiu com os privados, sendo que o nosso dinheiro e recursos foram capturados por uma pequena dinastia partidária e empresarial consanguínea. A mesma que nunca fez nem fará do combate à corrupção uma prioridade.

Ou seja, a questão, depois do BPN, BPP, BES, PPP, swaps, vistos Gold, Sócrates e o mais que está para vir (há mais), é como evitar maior subversão do regime democrático e estancar a violação do artigo 80º da Constituição – o poder económico deve subordinar-se ao poder político. O resto é conversa. Ou fraude e branqueamento da verdade.

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)